Cerveja artesanal como produto turístico

Curitiba se tornou a maior produtora de cerveja artesanal do Brasil, com 400 mil litros produzidos por mês. Esse polo cervejeiro tem alto potencial turístico, segundo o superintendente do Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, Osvaldo Dietrich, idealizador do programa CuritiBéra, que tem como propósito fomentar o turismo da cerveja em Curitiba.



Dietrich será um dos palestrantes do I Congresso Paranaense de Cerveja Artesanal, promovido pela Acerva Paranaense e que será realizado na Universidade Positivo, no Campo Comprido. A palestra vai detalhar estratégias empregadas em outros destinos que exploram o produto para um fim turístico. “A Bélgica e a Holanda são grandes exemplos, mas aqui no Brasil também temos modelos interessantes como em Santa Catarina e no Rio de Janeiro”, explica Dietrich.

Muitas cervejarias de Curitiba e região metropolitana ainda não abriram os olhos para o potencial turístico que têm, de acordo com Dietrich. “É importante que se aproximem de empresas e profissionais do turismo e que abram suas portas para essa possibilidade”. O objetivo é incentivar os empresários do ramo para apostar no turismo. “Algumas empresas locais já estão fazendo roteiros e passeios”, lembra.

Outro aspecto abordado é o da identificação dos produtos com valores regionais. “Rótulos, marcas e sabores com elementos simbólicos da região também atraem o público pela sua autenticidade”, comentou. A harmonização com pratos típicos também é um diferencial, salienta. “Uma cerveja que harmonize com a carne-de-onça, por exemplo, seria um atrativo em Curitiba”, afirmou.

Ao fomentar o turismo, as cervejarias trazem um impacto positivo para diversos outros setores como a hotelaria, restaurantes, transportes e outros, lembra Dietrich.

Capital da cerveja artesanal

O Instituto Municipal de Turismo lançou neste ano o programa CuritiBéra, que tem o objetivo de impulsionar a vocação curitibana como centro produtor de cervejas artesanais. A iniciativa celebra Curitiba como a capital nacional da cerveja artesanal.

O programa CuritiBéra prevê diversas ações de fomento ao setor, como capacitações e apoio a eventos. Também foi criado um Mapa Cervejeiro de Curitiba e Região Metropolitana. O mapa elenca 33 empresas que estão aptas a receber visitantes e indica os pacotes turísticos existentes, mesclados com visitas às cervejarias. O material também sugere endereços de bares e restaurantes que servem bebidas locais.

Serviço

Local: Universidade Positivo Campus Ecoville – Auditório do Bloco Vermelho,
Ingressos: disponíveis em bit.ly/1CongressoParanaensedeCervejaArtesanal.

19h
Palestrante: Oswaldo Dietrich (Instituto Municipal de Turismo de Curitiba)
Tema: A cultura da cerveja artesanal como produto turístico

19h40
Palestrante: Diego Mello
Tema: Princípios da Harmonização Cervejeira

20h20
Palestrante: Mauricio Zipt (Abracerva)
Tema: Marketing cervejeiro

21h às 21h15 – Encerramento/Beer break