Curitiba têm atividades para aventureiros e amantes da natureza

Sentir o vento no rosto, encarar o medo, sair encharcado e sujo de lama e ainda assim muito feliz. Esses são alguns dos desafios procurados pelos praticantes das modalidades de turismo de aventura.

Curitiba e região têm atividades para aventureiros e amantes da natureza. Na imagem Cachoeira do Alemão em Balsa Nova, região Metropolitana - Curitiba, 19/01/2016 - Foto: Acervo particular, crédito obrigatório - Daniel Castellano / SMCS
Se você gosta do contato com a natureza e de fugir da rotina, a região de Curitiba tem ótimas opções. Na capital, você pode visitar os parques e pedalar pela cidade. Se quiser mais aventura é possível estender a viagem até os municípios vizinhos.


O Instituto Municipal de Turismo de Curitiba oferece um roteiro para os entusiastas da aventura e da natureza. São mais de 20 modalidades que podem agradar desde os iniciantes até os praticantes mais experientes.

Curitiba e região tem muito espaço para aventureiros e apreciadores da natureza . -Na imagem, Ponte do Rio dos Papagáios em Balsa Nova. Foto:Divulgação

Algumas modalidades que você pode encontrar na região:

Arvorismo

Arvorismo ou Arborismo é a locomoção por um percurso formado por pontes, cordas e outros apetrechos, instalados na altura da copa das árvores ou em outras estruturas. Em inglês, a atividade é chamada de canopy, que quer dizer cobertura.

Na região da Grande Curitiba, é possível praticar o arvorismo em Tijucas do Sul, que fica a cerca de 60 quilômetros ao sul de Curitiba. É possível chegar pela rodovia BR-376, que vai para Santa Catarina. A cidade tem ainda muitas atividades para os aventureiros.

Mais informações na Prefeitura de Tijucas do Sul pelo telefone (41) 3629-1186.

Curitiba e região tem muito espaço para aventureiros e apreciadores da natureza . -Na imagem, Morro do Canal em Piraquara. Foto:Divulgação

Balonismo

Se você quer flutuar sobre Curitiba e Região Metropolitana, é possível voar de balão. O passeio pode ser aproveitado por toda a família, desde que não tenham medo de altura. Pessoas com limitações físicas, como cadeirantes, também podem aproveitar o passeio.

Em Campo Largo, a 30 quilômetros da capital, os voos são constantes e é possível combinar o passeio com várias empresas que atuam na cidade.

Curitiba e região tem muito espaço para aventureiros e apreciadores da natureza . -Na imagem,Morro da Palha em Campo Magro. Foto:Divulgação


Mais informações na Prefeitura de Campo Largo pelo telefone (41) 3292-6470.

Cachoeirismo

Nesta atividade, o praticante desce em cascatas e cachoeiras, seguindo ou não o curso d'água, utilizando o rapel. Curitiba fica entre a Escarpa Devoniana e a Serra do Mar, portanto as quedas d'água são abundantes em diversos municípios.

Uma opção para a prática é o município de Balsa Nova, a cerca de 50 quilômetros do centro de Curitiba.

Mais informações na Prefeitura de Balsa Nova pelo telefone (41) 3636-8000.

Curitiba e região têm atividades para aventureiros e amantes da natureza. Na imagem Cachoeira do Alemão em Balsa Nova, região Metropolitana - Curitiba, 19/01/2016 - Foto: Acervo particular, crédito obrigatório - Daniel Castellano / SMCS

Caminhada

Também chamada de hiking ou trekking, de acordo com a modalidade. O primeiro se refere à caminhada em trilhas já existentes. O segundo é praticado em locais que não têm trilha definida e pode ser preciso o uso de mapas e bússolas.

Em Curitiba, os caminhos em meio à natureza são muitos, desde os parques da capital até à Região Metropolitana. Praticamente todos os municípios da Grande Curitiba têm opções de trilhas. Em São José dos Pinhais, a 16 quilômetros de Curitiba, existem vários caminhos e muito espaço para caminhadas.


Cicloturismo

A bicicleta permite percorrer grandes distâncias e Curitiba tem quase 200 quilômetros de malha cicloviária. As ciclovias ligam os principais parques da cidade e podem levar você para os atrativos turísticos mais conhecidos.

Outra opção é o município de Piraquara, a pouco mais de 20 quilômetros de Curitiba. A cidade também proporciona outras atividades em meio à natureza, como trilhas e montanhismo.

Espeleoturismo


É a exploração e o desenvolvimento de atividades em cavernas e grutas. Quem gosta de explorar os corredores subterrâneos tem na Região Metropolitana algumas opções.

Curitiba e região tem muito espaço para aventureiros e apreciadores da natureza . -Na imagem, Gruta de Bacaetava em Colombo. Foto:Divulgação
Em Colombo, a 17 quilômetros de Curitiba, a caverna de Bacaetava atrai muitos turistas, principalmente aos fins de semana.

Curitiba e região tem muito espaço para aventureiros e apreciadores da natureza . -Na imagem, Gruta de Bacaetava em Colombo. Foto:Divulgação


Rafting

O rafting é a descida de rios com corredeiras e pequenas quedas d’água utilizando botes infláveis. Feitos em equipes e grandes grupos de pessoas, requer equipamento de segurança apropriado, como coletes salva-vidas e capacetes.

Na cidade de Cerro Azul, distante 80 quilômetros de Curitiba, é possível enfrentar as águas revoltas dos rios da região.

Mais informações na Prefeitura de Cerro Azul pelo telefone (41) 3662-1775.

Voo livre

O voo livre pode ser praticado com a asa delta ou com o uso de parapente e pode ser feito por um leigo, desde que acompanhado por um praticante experiente e autorizado. Para desfrutar da sensação de voar é preciso procurar empresas especializadas.



Na região de Curitiba, Campo Magro, a pouco mais de 20 quilômetro da capital, é uma boa opção com condições de voo favoráveis durante quase o ano todo.

Mais informações na Prefeitura de Campo Magro pelo telefone (41) 3677-1975.