5 sugestões para aproveitar o que Curitiba tem de melhor no inverno

Batel: Ponto de partida para conhecer Curitiba, o charmoso bairro do Batel é apontado por muitos curitibanos como uma das melhores regiões para se viver na capital paranaense por conta da sua organização e dos inúmeros atrativos que oferece.



Recanto da boêmia e da gastronomia, o bairro, que é todo arborizado e inspira ares de tranquilidade e requinte oferece mais de 100 bares e restaurantes para todos os gostos e paladares. 



Destaque para o bar Clube do Malte, que dispõe de mais de 150 rótulos de cerveja e para o Restaurante Cais da Ribeira que oferece o perfeito equilíbrio da gastronomia brasileira com um surpreendente toque português em seus pratos. 



Jardim Botânico: Símbolo de Curitiba e uma das atrações turísticas mais conhecidas e procuradas da cidade, o Jardim Botânico é um daqueles lugares que merecem ser visitados sempre que possível.




Inaugurado em 1991, a atração conta com inúmeras espécies de plantas e vegetais do Brasil e do mundo espalhadas pelas diversas alamedas do complexo e na icônica estufa de três abóbadas, que foi inspirada nos antigos salões de cristal ingleses. Sozinho ou acompanhado, é uma excelente opção de passeio. O local rende, inclusive, ótimas fotos.




Ópera de Arame: Pode não ter a mesma fama que o Jardim Botânico, mas é tão cartão postal quanto, e impressiona pela singularidade arquitetônica, já que foi construído de forma circular e leva em sua composição uma exuberante estrutura metálica e placas transparentes de policarbonato.




A atração foi inaugurada em 1992, acolhe todo tipo de espetáculo e tem capacidade para abrigar até 1.572 pessoas. A Ópera de Arame está situada no Parque das Pedreiras, ao lado do Espaço Cultural Paulo Leminski e pode ser visitada mesmo que não haja espetáculos em cartaz.




Museu Oscar Niemeyer: Carinhosamente apelidado de “Museu do Olho” por conta da sua peculiar formação arquitetônica, esta emblemática atração, projetada por ninguém menos que o celebre arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, em 2002, é um dos maiores e mais modernos museus da América Latina.




O espaço, que é dedicado à exposição de artes visuais, arquitetura, urbanismo e design conta com um acervo de aproximadamente 2 mil peças e já recebeu mais de 2 milhões de visitantes desde 2003.



Bosque Alemão: Como o próprio nome sugere, o Bosque Alemão homenageia a cultura e as tradições que os imigrantes alemães trouxeram para Curitiba no passado. Localizado no bairro de Vista Alegre, na antiga chácara da Família Schaffer, o bosque abrange uma área de aproximadamente 40 mil m² de densa mata nativa e oferece diversas atrações aos visitantes.




Destaque para a “Casa da Bruxa”, que é uma deliciosa biblioteca infantil com mais de 2.700 exemplares e para o pórtico que reconstitui a fachada de uma das casas símbolos da arquitetura alemã em Curitiba, a Casa Milla.