Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba

Pense em uma cidade rica em atividades culturais e de lazer. Curitiba tem tudo isso e o melhor: vários dos programas são de graça. Seus famosos parques, bosques e jardins, é claro, sempre são boas opções para explorar a cidade na faixa. 

Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba. Foto: Divulgação
Silenciosos ou animados, relaxantes ou para atividades físicas, bucólicos, românticos ou para encontrar os amigos, há opções como o Barigui, o Tingui, o Bosque do Papa, o Jardim Botânico, o Tanguá, o Passaúna ou o Lagoa Azul. É impossível não passear pela capital, mesmo no inverno, sem cruzar com alguns deles.



Mas também há muitos pontos de interesse turístico gratuitos na cidade, em que o visitante ou o morador acabam gastando, basicamente, o deslocamento até cada um deles. De tour sobre a história do centro de Curitiba, passando por atrações oferecidas em espaços da Fundação Cultural e até visitas a museus em dias específicos, não faltam opções de passeios que literalmente não pesam nada no bolso.

Clique nos nomes dos locais em negrito para conferir localização e o trajeto entre o Guaíra Palace Hotel e a atração.

Inverno em Curitiba

De junho a setembro, não vão faltar atrações para se divertir na cidade. O Inverno em Curitiba – Aqueça sua Programação, calendário especial tanto para quem visita a cidade como para quem mora na capital, reúne opções de passeios e programas culturais e de gastronomia e é um convite para sair de casa ou do hotel. A lista de atrações é extensa e há opções gratuitas. Confira a programação atualizada no link.

Confira a seguir, cinco programas turísticos gratuitos oferecidos em Curitiba

1 - Tour por cartões-postais do Centro

Lançado este ano pela Prefeitura, o tour gratuito Caminhada Turística é uma viagem pela história de Curitiba. O belo Palacete Wolf, sede do Instituto Municipal de Turismo (IMT), é o ponto de partida para o giro cultural pelo centro da cidade, em que o participante conhece mais sobre a história de cartões-postais da capital como o Palácio Garibaldi, o Relógio das flores, o Solar do Rosário, o Memorial de Curitiba, igrejas como a Ordem Terceira de São Francisco Chagas e a do Rosário dos Pretos de São Benedito, o gigantesco painel renovado de Poty Lazzarotto na Travessa Nestor de Castro, a Catedral Basílica Menor, a Praça Tiradentes, o Paço Municipal e a Rua XV, até chegar à Praça Santos Andrade, onde estão os imponentes prédios da UFPR e do Teatro Guaíra. 

Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba. Foto: Divulgação
Turistas em dia de visitas. Foto: Divulgação


Pesquisador artístico e cultural do IMT, Alexander Silva é o responsável pelo roteiro e o tour deve ser agendado pelos telefones (41) 3250-7730 e 3250-7794. O passeio, para até 30 pessoas, ocorre as sextas, das 9h às 11h, e as segundas, das 14h as 16h. O Palacete Wolf, ponto de saída dos tours, fica na Praça Garibaldi, 7, no São Francisco.

2 - Piquenique entre aviões no Bacacheri

Um oásis de tranquilidade no coração do bairro do Bacacheri, o parque do Aeroclube do Paraná pode ser um programa de fim de semana diferente para turistas e moradores da capital. Localizado dentro do Aeroporto do Bacacheri, uma área militar protegida 24 horas por dia, o espaço é um convite para famílias inteiras conhecerem as 23 aeronaves de pequeno porte do clube (entre Sênecas, Cessnas, Paulistinhas,Cherokees e Tupis), almoçarem no restaurante do local (que leva o sugestivo nome de 14 Bis) ou simplesmente passarem o dia reunidos em terno de um piquenique no gramado. 

Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba. Na imagem, Aeroclube do Paraná Bacacheri. Foto: Divulgação

E o mais divertido: tudo a poucos metros do vaivém dos jatos, monomotores e bimotores que sobem e descem do aeroporto. O local, com entrada franca pela Rua Cícero Jaime Bley, s/nº, abre das 8h às 18h, de segunda a domingo. 

3 - Star Wars e skate no Portão Digital

O Portão Cultural, localizado em frente ao terminal de ônibus do bairro, abriga o Museu Metropolitano de Arte de Curitiba (MuMA), o Cine Guarani, o Auditório Antônio Carlos Kraide e a Casa da Leitura Wilson Bueno, além de espaço de convivência e salas para cursos, do Centro de Arte Digital e projetos de ação educativa. 

Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba. - Na imagem, o Portão Cultural, antigo Centro Cultural Portão, é uma das maiores estruturas de cultura e arte de Curitiba. Foto: Cesar Brustolin/SMCS
Em julho, no MuMA, duas exposições e um inusitado encontro de aficionados pelo universo Star Wars deverão movimentar o complexo do Prefeitura. Tudo, inclusive,com entrada gratuita. 

Até 27/7, ocorre a individual de arte digital “Fragmentos”, de Sóluá Carneiro, e, até 19/8, a exposição “Curitown: A cultura do Skate em Curitiba”. 

Além disso, no dia 21/7, a “Jedicon PR 2018” irá celebrar a saga criada por George Lucas, promovendo um encontro festivo de fãs de ficção científica e fantasia em geral.

4 - Quartas na faixa no “Olho” do Centro Cívico

Apenas a arquitetura impactante, com seu famoso “Olho”, já seria um motivo mais que suficiente para visitar e revisitar o Museu Oscar Niemeyer (MON). Mas o espaço, no Centro Cívico, fica ainda mais atraente às quartas-feiras, quando a entrada é franca, das 10h às 18h (retirada de ingressos até 17h30). 

Cinco passeios turísticos gratuitos para descobrir Curitiba. - Na imagem, Museu Oscar Niemeyer. - Foto:Cesar Brustolin/SMCS (arquivo)


Além disso, toda primeira quarta-feira do mês, o MON tem horário estendido até às 20h. Há exposições permanentes, como a que reúne esculturas de Emanoel Araújo, Marcos Coelho Benjamin, Sérvulo Esmeraldo, Tomie Ohtake e Oscar Niemeyer, e temporárias como as mostras “Diálogo Design: Polônia Brasil” (até 22/7) e “Ásia, a Terra, o Homem, os Deuses” (até 31/12).

5 - Santuário de paz no Campo Comprido

Pouco conhecido dos turistas, o lindo Santuário de Schoenstatt Tabor Magnificat é um convite para devoção e reflexão no bairro do Campo Comprido. O nome do espaço pode parecer complicado, mas o propósito do Movimento Apostólico de Schoenstatt é muito simples: viver a santidade na vida diária. 



O local tem como “coração” uma singela capela, idêntica a construída na Alemanha, em 1914, pelo padre Josef Kentenich, fundador do movimento. Mas, em Curitiba, a construção com ares germânicos ganhou um jardim bem brasileiro, repleto de araucárias, azaleias, beijinhos, cravos e outras flores muito conhecidas do lado de cá do Atlântico. 



Nessa área verde, famílias inteiras passam a tarde, principalmente, aos domingos. O santuário abre, diariamente, das 7h30 às 18h30 (há missas, de segunda a sábado, às 17h e, nos domingos, às 11h e às 17h).