Curitiba está entre os destinos mais buscados para o feriadão de 12 de outubro

Mantendo a tradição, o feriado prolongado de 12 de outubro deverá ser um dos mais movimentados do ano, com previsão de realização de 3,24 milhões de viagens domésticas e impacto econômico de R$ 6,7 bilhões nos destinos visitados. Homenagem à Nossa Senhora da Aparecida, padroeira do Brasil, a data comemora também o Dia da Criança, o que eleva as expectativas de aumento do número de viagens em família.

O feriado de 12 de outubro é mais legal em Curitiba para turismo de lazer ou até o turismo religioso


“O Dia da Criança incentiva os pais a viajarem com os filhos, o que torna este feriado, principalmente quando há o prolongamento do fim de semana, uma boa oportunidade para aumentar o faturamento dos hotéis, agências, parques temáticos, pontos turísticos e do comércio em geral das cidades visitadas”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Além do dia da padroeira e da Criança, na sexta-feira, o feriado pode tornar-se ainda maior com a comemoração do Dia do Professor na segunda-feira (15). Em algumas escolas do país, é o período também da “Semana do Saco Cheio”, quando os estudantes ganham folga extra.

O feriadão vai movimentar também destinos tradicionais. Levantamento realizado pelo Voopter, aplicativo brasileiro de comparação de preço de passagens aéreas e promoções com mais de dois milhões de usuários/mês, coloca São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba e Belo Horizonte no topo da lista das 10 cidades mais buscadas (período de 1/6 a 30/9).



FERIADOS 2018

O dia de Nossa Senhora Aparecida é o quarto feriado prolongado do ano, depois do Dia do Trabalhador, Corpus Christi – segundo com maior faturamento e viagens –, e o Dia da Pátria. Até o final de 2018, outros três feriados prolongados (Finados, Proclamação da República e Natal), devem estimular a realização de viagens internas. 

A estimativa do Ministério do Turismo é de que os sete feriados prolongados de 2018 resultem em 13,9 milhões de viagens e injetem R$ 28,84 bilhões na economia brasileira. O cálculo não inclui a Semana Santa e nem o Carnaval por já serem prolongados normalmente.