Cinco programas para curtir Curitiba na primavera

A chegada da primavera, nesta segunda-feira (23/9), é um bom motivo para turistas e moradores explorarem ou redescobrirem atrações de Curitiba. Parques, feiras especiais, hortas e tours ao ar livre são programas com a cara da estação das flores.

“Com o clima mais ameno, nos próximos meses, o que não faltam são opções de passeios que encantam pela natureza e sustentabilidade, outros pela cultura e tradição e até por levar o visitante a momentos de contemplação e reflexão”, destaca Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo.

O Palacete Wolf, sede do Instituto Municipal de Turismo, é o ponto de partida do tour gratuito “Caminhada Turística”. Foto: Levy Ferreira/SMCS (arquivo)


Confira a seguir cinco programas para curtir Curitiba na primavera

Cores primaveris nos parques

Petúnias e bocas-de-leão são alguns exemplos de flores da estação que começam a dar nova cor aos parques, bosques e jardins de Curitiba. 



Relaxantes ou para atividades físicas, românticos ou para encontrar amigos, há espaços verdes em cada canto da cidade. Seja o Barigui, o Tingui, o Bosque do Papa, o Jardim Botânico, o Tanguá, o Passaúna ou o Lagoa Azul, é impossível não passear pela capital sem cruzar com alguns deles.

Com a chegada da primavera, trilhas, pistas de corrida, árvores, lagos, túneis, cascatas, belvederes, pontes e novas flores ficam ainda mais convidativos para caminhar, praticar esportes, fazer um piquenique ou simplesmente contemplar a vida sentado no gramado sob o sol.



Feiras da Primavera e Criança no Centro

A chegada da estação das flores marca a abertura das tradicionais Feiras Especiais da Primavera e Criança de Curitiba, que começam na próxima quinta-feira (26/9), nas praças Osório e Santos Andrade, no Centro. 

As barracas vão reunir artesanato e culinária da capital, região metropolitana, além de lembranças criativas e lúdicas com temática de flores e para presentear os pequenos no Dia das Crianças (12 de outubro). 



Serão 59 bancas na Osório, de segunda à sábado, das 10h às 21h (domingo das 14h30 às 19h30); e 10 barracas na Santos Andrade, de segunda à sábado, das 10h às 20h (domingo, das 14h30 às 18h). As feiras vão até 12 de outubro.

Doce encanto nos Jardins de Mel

Quando as flores começam a desabrochar, na primavera, as abelhas iniciam intensamente a coleta do néctar e do pólen. Os melhores lugares para apreciar este ritual de busca de alimentos são os Jardins de Mel, que se espalham por vários espaços da Prefeitura e reúnem charmosas casinhas repletas de abelhas sem ferrão.

O Palacete Wolf, sede do Instituto Municipal de Turismo, é o ponto de partida do tour gratuito “Caminhada Turística”. Foto: Divulgação


As colmeias podem ser apreciadas em locais como a Praça Osório, o Parque Barigui, o Jardim Botânico, o Museu de História Natural do Capão da Imbuia, o Bosque Reinhard Maack e o Parque Tingui, além de estar em hortas comunitárias como a do Rio Bonito, no Campo do Santana; a da Visitação, no Boqueirão; e a Santa Rita IV, no Tatuquara.

O programa Jardim de Mel tem como objetivo tornar a população mais consciente sobre a importância das abelhas para o equilíbrio da biodiversidade do planeta.

Hortas do Tatuquara ao Cajuru

Em meio a linhas de alta tensão ou trilhos de trem, pês de alface, couve, brócolis e temperos. Um programa diferente, com clima de primavera, é conhecer uma das 28 hortas comunitárias urbanas com apoio da Prefeitura.

Uma das maiores é a Horta Comunitária Santa Rita IV, no Tatuquara, que reúne 88 famílias de produtores. Além de plantarem para consumo próprio, os agricultores doam para entidades filantrópicas e vizinhos.

Do outro lado da cidade, no Cajuru, está outro ponto que tem apoio do município. No local, 24 produtores cultivam canteiros repletos couve, rúcula, alface, almeirão e mostarda.

Para turistas e curitibanos que se interessaram em conhecer os locais, a Horta Santa Rita IV fica na Rua Pero Vaz de Caminha, s/n, no Tatuquara. Já a Horta do Cajuru fica em frente ao número 100 da Rua Emilio Bertolini.




Tour gratuito pelo Centro Histórico

O Palacete Wolf, sede do Instituto Municipal de Turismo, é o ponto de partida do tour gratuito “Caminhada Turística”. Durante o passeio, é possível apreciar cartões-postais do Centro Histórico de Curitiba, como o Palácio Garibaldi, o Relógio das Flores, o Solar do Rosário, o Memorial de Curitiba, várias igrejas (da Ordem e do Rosário, por exemplo), o gigantesco painel renovado de Poty Lazzarotto na Travessa Nestor de Castro, a Catedral, a Praça Tiradentes, o Paço Municipal e os imponentes prédios da UFPR e do Teatro Guaíra. 

O Palacete Wolf, sede do Instituto Municipal de Turismo, é o ponto de partida do tour gratuito “Caminhada Turística”. - Na imagem, o Paço Municipal. Foto: Divulgação

O passeio, para até 30 pessoas, ocorre às sextas, das 14h às 16h, e às segundas, das 9h às 11h. O agendamento deve ser feito pelos telefones (41) 3250-7730 e 3250-7794 (com Alexander Silva).