O que conhecer em Curitiba?

Com as férias de final de ano se aproximando, nada melhor que planejar as atividades para aproveitar ainda mais esse período de folga. Pensando nisso, nós preparamos uma lista dos melhores lugares para se visitar em Curitiba!



Curitiba: uma cidade encantadora

A capital paranaense é considerada por muitos como uma das cidades mais desenvolvidas da América Latina. Oferecendo inúmeras atrações como parques, museus e praças, sentir-se em casa em Curitiba não é difícil.

1. Ópera de Arame


Um dos locais mais conhecidos de Curitiba, a Ópera de Arame foi inaugurada em 1992 e atualmente recebe shows, teatros, palestras e outros tipos de eventos. Com sua estrutura tubular metálica e teto transparente, a edificação é quase toda cercada por um lago artificial, de maneira que o acesso ao auditório é feito por uma passarela sobre as águas.

2. Jardim Botânico


É o ponto turístico mais visitado na capital e parada obrigatória para quem está visitando ou pensando em se mudar para a cidade. Inaugurado em 1991, teve como inspiração os jardins franceses. O local possui uma estufa de estrutura metálica, com espécies vegetais muito bem cuidadas e cheias das mais diversas espécies de flores. No mesmo terreno fica o Museu Botânico, com plantas que são referência nacional. O Jardim Botânico também conta com o Jardim das Sensações, uma trilha de 200 metros de extensão onde o visitante tem a oportunidade de percorrer de olhos vendados, conhecendo com os sentidos restantes plantas e algumas paisagens naturais.

3. Museu do Olho


Por conta da sua estrutura, o MON é popularmente conhecido como o Museu do Olho. Projetado pelo arquiteto e artista que dá nome ao museu, é o melhor espaço dedicado à arte na cidade de Curitiba, abrigando exposições fixas e temporárias. Em seu acervo fixo, conta com obras de Andy Warhol, Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Caribé, Tomie Ohtake e do próprio Oscar Niemeyer. Anexo ao Museu, uma área verde conhecida como Parcão é o local ideal para passear com animais de estimação, bastante movimentada aos finais de semana.

4. Torre Panorâmica


Localizada no ponto mais alto de Curitiba, a Torre Panorâmica foi construída em 1991 e é a única torre de telefonia do Brasil, com o mirante aberto à visitação. A torre, com seus 109,5 metros de altura, mostra fielmente o retrato de uma cidade moderna, organizada e charmosa com suas avenidas riscadas em meio a uma imensidão de verde. A estrutura da Torre Panorâmica é completada com um Posto de Informações Turísticas e o Museu do Telefone, que traz exemplares, fotos, curiosidades e uma interessante linha do tempo sobre a história do objeto em âmbito paranaense e mundial.

5. Mercado Municipal de Curitiba


O Mercado Municipal de Curitiba foi fundado em 1958 e hoje é o principal e mais tradicional endereço para compras na cidade. O espaço oferece dezenas de barracas com temperos, queijos, frutas, verduras, embutidos, carnes e até mesmo comidas típicas de outros países, como o Japão. Além das barracas especializadas em produtos alimentícios, há também lojas de vestuário, eletrônicos e artigos para casa. Além disso, o mercado oferece vários quiosques e restaurantes, onde é possível experimentar pratos típicos curitibanos, entre eles o barreado, o pão com bolinho e a carne de onça.

6. Bosque Alemão


O local homenageia a cultura alemã e o seu legado. Nele, há uma réplica de igreja presbiteriana e um mirante situado sobre a Torre dos Filósofos, com uma vista incrível da cidade e da Serra do Mar. O lugar ainda abriga a trilha João e Maria, onde é possível acompanhar a história em quadros durante o trajeto. No meio dessa trilha, encontra-se também a biblioteca infantil, conhecida como “Casa da Bruxa”, em que personagens como bruxas e fadas fazem a leitura de histórias infantis.

7. Parque Tanguá


Inaugurado em 1996, o Parque Tanguá é um e dos melhores lugares para ver o pôr do sol em Curitiba. Localizado em antigo complexo de pedreiras desativadas, o Parque Tanguá preserva áreas verdes próximas à nascente do Rio Barigui, com araucárias, além de possuir uma cascata de 65 metros de altura, dois lagos e um túnel artificial. Nele também fica o Jardim Poty Lazzarotto, que reúne flores de diversas espécies.

8. Parque Barigui


O Parque Barigui é um dos maiores da cidade e um dos espaços preferidos dos curitibanos. Com uma área de 1,4 milhão m², foi transformado em parque em 1972. O local possui uma extensa área verde, com mata nativa, envolvida por um grande lago de 400 mil m², formado por uma represa. Entre as principais atrações do Barigui, estão três pistas de cooper e ciclovias com extensões de 3300, 2850 e 1045 metros, além de 25 quiosques cobertos com churrasqueiras de concreto que podem ser ocupados gratuitamente por ordem de chegada e em qualquer dia. O parque também abriga um Pavilhão de Exposições que recebe variados eventos durante o ano.

9. Centro Histórico e Rua XV


Caminhar pelas ruas do Centro Histórico de Curitiba é um ótimo passeio para quem deseja conhecer melhor a cidade. Neste local se concentram exemplos da grande variedade arquitetônica da cidade, bem como ótimos bares para relaxar com os amigos. O Centro Histórico abriga vários pontos turísticos e históricos, como a Praça Tiradentes, o Paço da Liberdade, igrejas e o Largo da Ordem, onde acontece a famosa e tradicional feirinha de domingo. A Rua XV é outra atração imperdível para quem visita a cidade. O calçadão só permite a circulação de pedestres e é formado por inúmeros canteiros floridos, por isso foi apelidada de Rua das Flores. Além disso, em toda sua extensão é possível encontrar uma variedade de lojas, cafés e restaurantes.

10. Bosque Zaninelli/Unilivre


Inaugurado em 1992, o Bosque Zaninelli foi criado a partir de uma área verde regenerada naturalmente após ter sido utilizada para exploração de granito, o que originou seu característico paredão de pedra e os lagos. A principal atração do Bosque é a Unilivre – Universidade Livre do Meio Ambiente, construída com troncos de eucalipto e vidro em 15 metros de altura. A Unilivre é uma Organização Não-Governamental pioneira na inclusão dos vários segmentos da sociedade na discussão sobre o meio ambiente, um espaço exclusivo para promover debates, eventos e cursos relacionados a ecologia e meio ambiente. O bosque conta também com uma passarela no túnel vegetal que desemboca frente à pedreira e espelho d’água do lago, além de um mirante que proporciona uma vista espetacular.