CURITIBA TEM CASTELO! Veja lista com outras edificações para conhecer

Apesar de não serem um traço típico e marcante da nossa arquitetura, é possível encontrar diversos exemplos de castelos no Brasil. Muitos surgiram por influência da colonização europeia, quando imigrantes reproduziram suas tradições nas novas construções arquitetônicas. Em outros casos, são obras do desejo excêntrico de seus proprietários. Veja a seguir uma pequena lista de castelos no Brasil que merecem a sua visita.

Castelo do Batel – Curitiba (PR)

Com arquitetura inspirada nos castelos franceses de Loire, o Castelo do Batel funciona hoje como centro de eventos © Foto: Divulgação

Com arquitetura inspirada nos castelos franceses de Loire, o Castelo do Batel funciona hoje como centro de eventos © Foto: Divulgação

Em um dos bairros mais nobres de Curitiba, o Castelo do Batel é uma das referências arquitetônicas da capital paranaense. Inspirado nos castelos franceses da região do Loire, a construção foi idealizada pelo cafeicultor e cônsul honorário da Holanda, Luís Guimarães.

Em 1947, o castelo passou a ser residência da família do então governador Moysés Lupion, e sediou grandes festas e hóspedes ilustres como Assis Chateaubriand, Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros e David e Nelson Rockefeler.

Os detalhes do prédio realmente impressionam – do torreão cilíndrico aos portais de arco pleno e o telhado inclinado, passando pelos vitrais, pisos de mármore e jardins arborizados. Tombado pelo Patrimônio Histórico, desde 2003 funciona como um centro de eventos.  Se você não sabe quais castelos no Brasil visitar, talvez começar por este, não seja má ideia.

Castelo de Itaipava – Petrópolis (RJ)

O Castelo de Itaipava é hoje um luxuoso hotel em Petrópolis, e este que é um dos castelos no Brasil com maior beleza, já serviu de cenários para novelas e filmes © Foto: Divulgação

O Castelo de Itaipava é hoje um luxuoso hotel em Petrópolis, e este que é um dos castelos no Brasil com maior beleza, já serviu de cenários para novelas e filmes © Foto: Divulgação

Idealizado em 1920 pelo barão português José Smith de Vasconcellos, o Castelo de Itaipava (Castelo do Barão como era conhecido na época) foi projetado pelo conceituado arquiteto Lucio Costa, o mesmo que projetou Brasília quatro décadas depois.

Hoje, o Castelo de Itaipava abriga um dos mais luxuosos e cobiçados hotéis da região serrana do Rio de Janeiro. Em estilo medieval e com características renascentistas, sua beleza e imponência já foi estampada em eventos famosos, como cenário para a novela “Guerra dos Sexos” em 2013, e para eventos e casamentos badalados, com da atriz Deborah Secco e do jogador Roger Flores (2009).

Quem quiser visitar o castelo, pode aproveitar o bistrô e bar/restaurante instalados no local, com cardápios refinados e clima aconchegante.

Castelo da Ilha Fiscal – Rio de Janeiro (RJ)

Entre os mais bonitos castelos no Brasil, este foi encomendado pelo imperador Dom Pedro II, o Castelo da Ilha Fiscal tem estilo gótico-provençal. © xeni4ka / Getty Images

Entre os mais bonitos castelos no Brasil, este foi encomendado pelo imperador Dom Pedro II, o Castelo da Ilha Fiscal tem estilo gótico-provençal. © xeni4ka / Getty Images

Em meio à Baía de Guanabara, a chamada Ilha Fiscal (antiga Ilha dos Ratos) foi o cenário do Último Baile do Império, realizado dias antes da Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. Hoje, na ilha funcionam o Espaço Cultural da Marinha e o Museu Naval, instalado no antigo castelo.

O castelo foi encomendado pelo próprio imperador Dom Pedro II, em estilo gótico-provençal, assinado por Adolpho José Del Vecchio. Aberto à visitação, o castelo tem como destaques o Torreão, com um relógio alemão de quatro faces e piso em mosaico; e a Ala do Cerimonial, composta por uma sala de estar e uma sala de jantar.

Neste castelo brasileiro, a decoração das cortinas e mobiliário fazem referência à época do império, com direito a talheres pertencentes ao Encouraçado São Paulo, navio que participou das duas guerras mundiais.

Castelo de Pedras Altas – Rio Grande do Sul (RS)

No pequeno município gaúcho de Pedras Altas, um dos castelos medievais no Brasil se destaca na paisagem. Foi construído entre 1909 e 1913 pelo diplomata Joaquim Francisco de Assis Brasil para sua segunda esposa, Lydia.

De grande importância histórica – lá foi assinado o acordo que pôs fim à Revolução Gaúcha de 1923 -, o castelo de 44 cômodos está instalado em uma granja de 300 hectares. Em 1999, foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico do Rio Grande do Sul. O prédio está atualmente em processo de venda, o que suspendeu temporariamente as visitas públicas.

Castelo Mourisco – Rio de Janeiro (RJ)

O Pavilhão Mourisco sedia hoje a Fundação Fiocruz, no Rio © Foto: Raul Santana/Fiocruz

O Pavilhão Mourisco sedia hoje a Fundação Fiocruz, no Rio © Foto: Raul Santana/Fiocruz

No bairro de Manguinhos, zona norte do Rio, o prédio que hoje sedia a Fundação Oswaldo Cruz é alvo de todos os olhares. Quem visita o Pavilhão Mourisco – ou simplesmente Castelo – faz uma viagem pelo Rio do século 20, quando o prédio de arquitetura árabe-espanhola foi construído.

Este é um dos castelos no Brasil que tem a sua construção no estilo neomourisco, a qual ostenta azulejos portugueses, ladrilhos hidráulicos nos pisos, tapeçarias árabes, vitrais coloridos, colunas e arcos. O acervo conta com fotos e documentos históricos do período marcado por personagens como Oswaldo Cruz e Carlos Chagas.

Castelo de Joinville – Santa Catarina (SC)

Um sonho de infância levou um catarinense a construir sozinho seu próprio castelo. O massoterapeuta Leonardo Caradelli, de 68 anos, desde 1996 constrói o castelo onde vive com a família em Joinville. O prédio de quatro andares, com 16 torres grandes e 32 pequenas, chama a atenção na paisagem do bairro de Petrópolis.

A propriedade tem hoje 700 metros quadrados, 21 cômodos, arcos e uma piscina. O proprietário reside ali mesmo, no térreo. E aos finais de semana, costuma abrir o castelo para visitação agendada para saciar a curiosidade dos visitantes.

Castelo Zé dos Montes – Sítio Novo (RN)

A beleza do Castelo Zé dos Montes contrasta com a paisagem da Serra do Tapuia © SergioRocha / Shutterstock

A beleza do Castelo Zé dos Montes contrasta com a paisagem da Serra do Tapuia © SergioRocha / Shutterstock

Cartão-postal do pequeno município de Sítio Novo, a 100km de Natal, o Castelo Zé dos Montes impressiona por sua beleza que contrasta com a paisagem da Serra do Tapuia.

A construção feita de pedra e cal foi erguida pelo aposentado que deu seu próprio nome à obra. Ele afirma ter recebido instruções de Nossa Senhora para erguê-lo, por isso há uma capela em homenagem a ela no local. Foram mais de 20 anos até o castelo inspirado na arquitetura mourisca ficar pronto. Sem dúvidas, foi dos castelos brasileiros que mais tomou tempo para ficar construído.

Castelo São João – Recife (PE)

Parte integrante do Instituto Ricardo Brennand, o Museu Castelo São João está instalado nas terras do antigo engenho São João, no bairro da Várzea, em Recife, ocupando uma área de 77 mil metros quadrados em meio a uma reserva de mata atlântica preservada.

Em estilo gótico, o castelo foi um desejo do colecionador pernambucano Ricardo Brennand, que acumulou armas brancas de todos os tipos e de várias partes do mundo. Dentre os objetos do acervo, estão adagas, espadas e armaduras, além de algumas obras da coleção privada do pintor holandês Frans Post. O espaço é aberto a visitação do público, de terça a domingo.

Castelo Simões Lopes – Pelotas (RS)

Entre os castelos brasileiros, no extremo sul do Rio Grande do Sul, fica o Castelo Simões Lopes, edificação que foi o centro das reuniões de autoridades e políticos da época de sua construção (1923), como Washington Luís e Getúlio Vargas.

Idealizada por Augusto Simões Lopes, tio do lendário escritor gaúcho João Simões Lopes Neto, a construção inclui torres, ameias e terraços, lembrando os antigos castelos medievais. A estrutura é de cimento armado, uma novidade para a época, e a residência foi a primeira a ter calefação na cidade. A propriedade foi adquirida pela prefeitura de Pelotas em 1990.

Castelo de Engady – Caicó (RN)

No auge de sua construção, o Castelo de Engady teve inspirações bíblicas, com direito a sete torres © Foto: Divulgação

No auge de sua construção, o Castelo de Engady teve inspirações bíblicas, com direito a sete torres © Foto: Divulgação

Entre os castelos no Brasil, encontramos nos arredores de Caicó, interior do Rio Grande do Norte, uma edificação de inspirações bíblicas foi construída pelo monsenhor Antenor Salvino de Araújo na década de 1970. Vários detalhes de sua arquitetura mouro-medieval fazem referência à Bíblia, como o fato de possuir sete torres e uma grande estrela de Davi em ferro, cravada sobre a porta principal.

Este castelo  brasileiro fica em uma área de 51 mil metros quadrados e já sediou o Mosteiro das Clarissas e o Corpo de Bombeiros de Caicó. Mas hoje está praticamente em ruínas e sua estrutura quase nem lembra seus tempos áureos.

Château Lacave – Caxias do Sul (RS)

Uma verdadeira fortaleza medieval embeleza ainda mais as paisagens da Serra Gaúcha. O Château Lacave é atração obrigatória para os visitantes de Caxias do Sul, com sua construção de quatro torres inspirada em um mosteiro medieval espanhol do século 11.

Idealizado pelo uruguaio Juan Carrau, o castelo foi concluído em 1968. Em 2001, foi adquirido pela Família Basso, sendo hoje um marco turístico e um reconhecido centro de enogastronomia na Região dos Vales. Além de sediar eventos particulares, o espaço também é aberto à visitação, com tours guiados e degustação de vinhos.