Kiss: show em Curitiba é reagendado para 2021

 A Mercury Concerts, responsável pela turnê da banda KISS, End Of The Road World Tour, no Brasil, juntamente com Opus Entretenimento, a banda e seus representantes, informam que não será possível realizar a turnê em novembro deste ano, tal como esperado, em função da pandemia do coronavírus. Sendo assim, os shows serão transferidos e a turnê brasileira ocorrerá em outubro de 2021. 


Em Curitiba o show ocorrerá em 19 de outubro de 2021, na Pedreira Paulo Leminski. Os ingressos já adquiridos seguem válidos para a nova data, portanto não há necessidade de troca ou substituição. Para as apresentações em Porto Alegre, Curitiba e Brasília a venda será pelo site www.uhuu.com.





Após 45 anos de carreira, o KISS vai deixar de lado a maquiagem, as botas plataformas e os palcos do mundo. A maior banda de rock de todos os tempos está na estrada com a End Of The Road Tour, que começou em Vancouver, no Canadá, dia 31 de janeiro, e já passou pelos Estados Unidos, México, Alemanha, Áustria, Rússia, Polônia, Ucrânia, França, Itália, Escócia, Inglaterra, entre outros países.

E em maio de 2020, a End Of The Road Tour chega ao Brasil para seis apresentações. Os shows acontecerão no dia 12 de maio, no Anfiteatro Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no dia 14 de maio, na Pedreira Paulo Leminky, em Curitiba, no dia 16 de maio, no Allianz Parque, em São Paulo, no dia 17 de maio, na Arena Eurobike, em Ribeirão Preto, no dia 19 de maio, no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, e no dia 21 de maio, no Estádio Nilson Nelson, em Brasília.




A Opus Promoções e a Mercury Concerts assinam a realização do show nas cidades de Porto Alegre, Curitiba e Brasília. A pré-venda exclusiva online para os fãs clubes Kiss Army e Kiss Cruise inicia dia 20 de novembro, a partir das 20h, e acontece até o dia 21 de novembro, também às 20h. À partir das 22h do dia 21 de novembro, a venda abre para o público geral, sempre através do site uhuu.com. A venda física inicia dia 22 de novembro, a partir das 10h, nas bilheterias oficiais do evento. Mais informações sobre preços e bilheterias podem ser encontradas ao final do texto.

Formada em Nova York, em 1973, por Paul Stanley e Gene Simons o KISS criou alguns dos maiores clássicos do rock, como “Rock And Roll All Nite”, “Detroit Rock City”, “I Love It Loud”, “Love Gun”, “Shout It Out Loud”, entre outros. Em mais de quatro décadas, a banda vendeu milhões de álbuns e seus shows repletos de efeitos especiais e pirotecnia lotaram arenas de todo o mundo criando uma legião de fãs conhecida como Kiss Army.



A primeira passagem da banda pelo Brasil foi em junho de 1983, durante a The Creatures of the Night Tour para shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O grupo voltaria em agosto de 1994 para uma única apresentação na primeira edição do festival Monster of Rock, em São Paulo. Em 1999, durante a Psycho Circus Tour, o KISS fez shows em São Paulo e Porto Alegre. Somente 10 anos mais tarde a banda voltaria ao país com a turnê comemorativa de 35 anos de carreira para apresentações em São Paulo e Rio de Janeiro. Em 2012, a banda fez shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre como parte da turnê do álbum Monster. E em 2015, além de se apresentar em mais uma edição do Monters of Rock, a banda passou por Florianópolis e Belo Horizonte.

A formação atual conta com Paul Stanley - The Starchild – nos vocais, Gene Simons - The Demon –no baixo, Tommy Thayer - The Spaceman – nas guitarra e Eric Singer – Catman – na bateria.

Kiss e o "segundo adeus"

Curiosamente, não é a primeira turnê de despedida do Kiss. Em 2000, após duas turnês com a reunida formação original - composta por Paul Stanley, Gene Simmons, Ace Frehley e Peter Criss -, a banda anunciou que encerraria suas atividades, mas, antes, realizariam a "Farewell Tour". A excursão rodou pela América do Norte em 2000.




O contrato do baterista Peter Criss se encerrava após o último show de 2000, mas foram marcadas datas em 2001, na Ásia e na Austrália. Não foi possível renovar com Criss, então, Eric Singer assumiu o posto para essas datas específicas.

Em 2002, já sem Ace Frehley, mas com Peter Criss de volta, a banda anunciou que não se aposentaria. No ano seguinte, foi realizada a "World Domination Tour", com o guitarrista Tommy Thayer no posto de Frehley.

O contrato de Peter Criss, novamente, não foi renovado e ele deixou o Kiss. Em 2004, o grupo voltou com Eric Singer, além de Tommy Thayer. Em entrevistas, os líderes e remanescentes, Paul Stanley e Gene Simmons, explicaram que não queriam encerrar a banda, apenas se "livrarem" de Ace Frehley e Criss.