MON é um dos cinco museus mais “instagramados” do Brasil

O Museu Oscar Niemeyer (MON), localizado em Curitiba, entrou na lista dos museus brasileiros mais famosos na rede social Instagram, segundo a Musement, plataforma digital de descobertas de experiências pelo mundo. Classificado em quarto lugar, o MON alcançou mais de 47 mil publicações. Entre os dez primeiros no ranking, é o único fora do eixo Rio-São Paulo.


MON é um dos cinco museus mais “instagramados” do Brasil. Foto: Marcelo Kawase


Outras instituições brasileiras que entraram no ranking são: MASP (SP), Museu do Amanhã (RJ), Museu Nacional (RJ), Museu de Arte (RJ), Museu da Casa Brasileira (SP), Museu Afro Brasil (SP), Museu da República (RJ), Museu da Língua Portuguesa (SP) e Museu Histórico Nacional (RJ).





MON EM CASA

Em 2020, o MON intensificou a produção de conteúdo virtual, aumentando o público nas redes sociais e propiciando conhecimento e descontração de maneira remota.

No período de março a novembro, as atividades online (#monemcasa) realizadas pelo Museu alcançaram mais de cinco milhões de pessoas pelas redes sociais da instituição. Apenas as mediações e oficinas artísticas online alcançaram um público superior a um milhão de acessos.

As ações virtuais deixaram de ser apenas informativas para se transformarem em vivências e experiências que proporcionam trocas enriquecedoras com quem acessa.



SOBRE O MON 

O Museu Oscar Niemeyer (MON) pertence ao Estado do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além da mais significativa coleção asiática da América Latina. No total, o acervo conta com aproximadamente 7 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina. Os principais patrocinadores da instituição, empresas que acreditam no papel transformador da arte e da cultura, são: Moinho Anaconda, Copel, Sanepar e Grupo Volvo América Latina.