Curitiba e a florada das cerejeiras

O colorido das Cerejeiras-do-Japão deixa a cidade ainda mais charmosa nessa época do ano. Aos que gostam de contemplar o espetáculo da natureza é bom se apressar. A floração, que chega durar 20 dias, está agora no auge da beleza, permanecendo por no máximo mais 10 dias.



As cerejeiras podem ser vistas em algumas ruas como Pasteur, avenidas Iguaçu e Anita Garibaldi, além da Praça do Japão, Rua XV de Novembro, Sete de Setembro e Jardim Botânico, onde cerca de 30 árvores formam um corredor do início do estacionamento até o portal de entrada do Botânico.


O colorido das Cerejeiras-do-Japão deixa a cidade ainda mais charmosa nessa época do ano. - Na imagem, o Jardim Botânico. Foto: Valdecir Galor.


As primeiras mudas de cerejeiras foram plantadas na mesma época, especialmente para a ocasião da inauguração do Jardim Botânico, em 1991. As mudas vieram do Japão, e o excedente foi plantado em ruas e avenidas.

Apesar de ser uma espécie exótica, a Cerejeira-do-Japão não é invasora, ou seja, não se alastra tomando espaço das espécies nativas. Diferente do pessegueiro, comumente confundido com a Cerejeira-do-Japão, principalmente pela coincidência das floradas, as flores da espécie asiática são de tom rosa, enquanto o pessegueiro produz flores brancas.